Canhenho, blogue independente que funciona como mecanismo que repercute noticias, opinioes, artigos, charges. Editor Edson Antonio Ferreira Matosinho


Blog Canhenho

Blog Canhenho suspende provisoriamente suas atividades em 12 de julho de 2016
 
 

 

501px-VASP_logo_svg

Edifício Sede Vasp - Aeroporto de Congonhas - setembro de 1973

 430820_294976877224347_2055850348_n

Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA
 


Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 08h45
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Voar de avião era para poucos

Com luxo e banquete, saiba por que voar de avião era para poucos

Um passeio pela história da aviação mostra que somente os ricos voavam. Mas agora a palavra de ordem na indústria aérea é preço baixo e tecnologia  

vídeo: VOANDO PARA MIAMI, em 1958 

 

https://www.youtube.com/watch?v=LKhCIaitr3w

 

Veja como era viajar de avião nos anos 50. O filme é da Real Aerovias, companhia aérea brasileira fundada em 1945, e que em 1960 foi absorvida pela VARIG. 

Não faz muito tempo, viajar de avião era um evento requintado, pelo qual poucos podiam pagar. Em 1951, uma passagem aérea do Rio de Janeiro para o Recife custava o equivalente a quase seis salários mínimos da época. As pessoas caprichavam nas roupas e nos acessórios e o serviço de bordo mais parecia um banquete, com a comida servida em louça de porcelana com talheres de metal e taça de cristal para o vinho. Mas isso mudou. As viagens aéreas passaram por um processo de democratização.

 
 
  
 
 
 



Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 12h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Voar de avião era para poucos (final)

Voar de avião tornou-se algo tão acessível que é pouco provável que alguém sinta saudades dos tempos do glamour e dos preços inalcançáveis. “Hoje, as pessoas entendem a atividade muito mais como uma necessidade do que uma oportunidade”, afirma Guillaume de Syon, especialista em história da aviação da Universidade de Albright, nos Estados Unidos.

Mais do que indispensável, o avião se tornou nas últimas décadas o meio de transporte preferencial para percorrer grandes distâncias em curto espaço de tempo, algo fundamental em um país de proporções continentais como o Brasil. Se antes uma viagem de São Paulo para Brasília demorava uma semana por falta de estradas e transportes de massa, hoje é possível fazer a viagem em menos de duas horas, sem paradas. “É um mundo de mobilidade completamente diferente”, afirma Adalberto Febeliano, professor de economia do transporte aéreo na Universidade Anhembi Morumbi, de São Paulo.

Nas últimas décadas, o luxo da chamada Era de Ouro da Aviação, imortalizada em propagandas e filmes de sucesso, como Prenda-me se For Capaz, deu lugar à praticidade e aos preços baixos. “No começo da década de 1960, o governo fixava as tarifas dos voos de todas as companhias aéreas. A estratégia competitiva das empresas, então, era oferecer o melhor serviço”, diz Febeliano.

Subir as escadas de um avião era algo para poucos em todas as partes do mundo. “As principais companhias aéreas eram estatais. Por isso, algumas adotavam características ou estereótipos que queriam mostrar em nome de seu país”, diz Syon. A Swissair, por exemplo, enfatizava a pontualidade suíça. “Somente as pessoas extremamente ricas tinham o privilégio de conhecer outro país”, afirma o professor.

 aqui não foi diferente. A Transbrasil servia feijoada em seus voos nas décadas de 1980 e 1990. A Vasp oferecia diversos tipos de bebidas alcoólicas até em voos curtos, como os da ponte aérea. O serviço de bordo da Varig chegou a ser premiado como o melhor do mundo em 1979 pela revista americana Air Transport World.

 o término do controle governamental sobre a atividade aérea, no fim da década de 1970, o luxo foi substituído pelo preço baixo, por tecnologia e agilidade no serviço. A mudança começou nos Estados Unidos e se espalhou por vários países até chegar ao Brasil, em 2001. “Estamos em um mundo que necessita de transporte aéreo rápido. Não precisamos mais de grandes refeições ou de aeromoças que usam luvas”, afirma Febeliano, da Anhembi Morumbi. “O que vemos agora nada mais é do que uma tendência natural. A empresa oferece transporte. Outros benefícios estavam lá como uma ferramenta de competição”, diz o especialista. “Vale muito mais agora poder fazer o check-in remotamente, pela internet ou pelo smartphone.”

Fonte: Veja.com


Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA

postado por Edson Matosinho - 12/07/16
  
 


Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 12h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Comandante Cledir, deixa muita saudade na Aviação

Comandante Cledir, faleceu neste domingo dia 10 de julho de 2016

por comte Ramon

Falecido neste domingo dia 10 de julho de 2016 o Cmte Cledir Joaquim da Silva, aposentado da VASP e Cmte de várias empresas como AIRVIAS, FLY LINHAS AÉREAS, SKYMASTER E APSA é homenageado nesta pagina por ter salvado todo um time do Corinthians e toda sua tripulação ao abortar a decolagem da aeronave da FLY Linhas Aéreas (PP-LBY) no Aeroporto de Quito no Equador como é descrito nesta reportagem.

Foto de Ramon Prat.

1996: o ano do acidente aéreo do Corinthians

De acordo com as autoridades equatorianas, o motivo do acidente foi o excesso de combustível no tanque do avião. Para economizar, os responsáveis pelo voo decidiram lotar o tanque e assim evitar uma parada em Guaiaquil, para então seguir para São Paulo. Na hora da decolagem, no entanto, o piloto (comandante Cledir) percebeu que não teria sucesso, abortou a subida e evitou uma tragédia ainda maior. “Essa tentativa de economia quase custou a vida de dezenas de pessoas que estavam no avião”, afirma Capriotti. “Da mesma maneira que houve uma grande perícia feita por parte do comandante, houve um ato heroico dele em abortar a decolagem”.

 Há 20 anos, avião que transportava equipe em jogo da Copa Libertadores no Equador não conseguiu decolar, atravessou a pista do aeroporto de Quito, pegou fogo e quase provocou uma grande tragédia. Viajar de avião faz parte da rotina de um time de futebol. Há 20 anos, a história do Corinthians quase foi marcada por uma grande tragédia. Em 1º de maio de 1996, o alvinegro venceu o equatoriano Espoli por 3 a 1 na partida de ida das oitavas-de-final da Copa Libertadores. No retorno para o Brasil, o avião que transportava jogadores, dirigentes, torcedores e jornalistas não conseguiu decolar, atravessou o muro do aeroporto Mariscal Sucre e caiu com o bico na pista. Mais de 90 pessoas estavam dentro do avião.

Jogadores de grande nome faziam parte do elenco corintiano, como o atacante Edmundo e o goleiro Ronaldo (ambos comentaristas da Band na atualidade), os meias Tupãzinho e o volante Zé Elias. Após parar com o bico na avenida, uma das asas do Boeing 727 da empresa brasileira Fly Linhas Aéreas ainda pegou fogo. As equipes de resgate tiveram de lançar espuma para evitar uma explosão.

O jornalista e apresentador da radio Band, Ricardo Capriotti, voltava junto com o grupo do Corinthians e vivenciou o drama. “Havia uma pressão para que o clube contratasse um voo da TAM, mas a diretoria vetou a ideia, alegando que era muito caro e que os aviões da companhia, modelo Fokker 100, precisariam passar por alterações para poder pousar na pista, que é muito curta e lembra o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Vetando a TAM, os dirigentes contrataram a Fly, que fazia fretamentos e era pequena, tinha apenas duas aeronaves do modelo Boeing 727.” Capriotti contou que os jogadores do Corinthians estavam descontraídos dentro da aeronave e que bebiam champanhe para comemorar a vitória.

O clima era de descontração. “Foi muito rápido. Quando os jogadores perceberam que o avião não conseguiria decolar, alguns começaram a gritar ‘vai explodir’. Após o fogo na asa, muitos pularam, sem mesmo esperar o escorregador para retirada emergencial de pessoas. Era uma altura de cerca de três metros. O Tupãzinho se machucou na perna e ainda teve algumas leves queimaduras, pois caiu sobre uma poça de querosene”, lembra o apresentador da RB. De acordo com as autoridades equatorianas, o motivo do acidente foi o excesso de combustível no tanque do avião.

Para economizar, os responsáveis pelo voo decidiram lotar o tanque e assim evitar uma parada em Guaiaquil, para então seguir para São Paulo. Na hora da decolagem, no entanto, o piloto (comandante Cledir) percebeu que não teria sucesso, abortou a subida e evitou uma tragédia ainda maior. “Essa tentativa de economia quase custou a vida de dezenas de pessoas que estavam no avião”, afirma Capriotti. “Da mesma maneira que houve uma grande perícia feita por parte do comandante, houve um ato heroico dele em abortar a decolagem”.

O ex-goleiro Ronaldo lembrou que chegou a ficar “travado” com o acidente. “Quando o avião parou, olhei para a asa pegando fogo. Todo mundo tentava achar a porta de saída de emergência. Lembro do Tupãzinho passando na minha frente. Na hora não consegui me mexer. Todo mundo saiu correndo. Minha memória até apagou. Só lembro de estar na avenida abraçando todo mundo. A gente olhava para o avião e chorava”. Depois do acidente, os jogadores do Corinthians se reuniram com os dirigentes para discutir o que seria feito. Muitos não queriam retornar no mesmo dia, mas o então atacante Edmundo convenceu os atletas de que esta seria a melhor solução. 

A Fly não conseguiria mandar outro avião para Quito. Surgiu a possibilidade de retornar em um voo de uma empresa da Costa Rica, que passaria por Guaiaquil e então viria para São Paulo. “Era um avião perceptivelmente mais potente, o que tranquilizou o elenco ao embarcar”, conta Ronaldo. Segundo Capriotti, o voo de volta foi “cansativo, mas tranquilo”.

postado por Edson Matosinho - 12/07/16



Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 09h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mercedes Sosa: Solo Le Pido a Dios, composição de Leon Gieco

Solo Le Pido a Dios - interpretação de Mercedes Sosa

 

composição de Leon Gieco

 
 

 

Solo Le Pido a Dios 

 

composição de Leon Gieco

 

Solo Le Pido a Dios

Sólo le pido a dios
Que el dolor no me sea indiferente,
Que la reseca muerte no me encuentre
Vacio y solo sin haber hecho lo suficiente.

Sólo le pido a dios
Que lo injusto no me sea indiferente,
Que no me abofeteen la otra mejilla
Después que una garra me arañó esta suerte.

Sólo le pido a dios
Que la guerra no me sea indiferente,
Es un monstruo grande y pisa fuerte
Toda la pobre inocencia de la gente.
Es un monstruo grande y pisa fuerte
Toda la pobre inocencia de la gente.

Sólo le pido a dios
Que el engaño no me sea indiferente
Si un traidor puede más que unos cuantos,
Que esos cuantos no lo olviden fácilmente.

Sólo le pido a dios
Que el futuro no me sea indiferente,
Desahuciado está el que tiene que marchar
A vivir una cultura diferente.

Sólo le pido a dios
Que la guerra no me sea indiferente,
Es un monstruo grande y pisa fuerte
Toda la pobre inocencia de la gente.
Es un monstruo grande y pisa fuerte
Toda la pobre inocencia de la gente.

Só Peço a Deus

Só peço a Deus
que a dor não me seja indiferente
que a seca morte não me encontre
vazia e só sem ter feito o suficiente

Só peço a Deus
que o injusto não me seja indiferente
que não me esbofeteem a outra bochecha
Depois que uma garra me arranhou essa sorte

Só peço a Deus
que a guerra não me seja indiferente
É um monstro grande e esmaga
Toda pobre inocência da gente
É um monstro grande e esmaga
Toda pobre inocência da gente

Só peço a Deus
que o engano não me seja indiferente
Se um traidor pode mais que uns quantos,
que esses não esqueçam facilmente

Só peço a Deus
que o futuro não me seja indiferente,
Desiludido está o que tem que marchar
para viver uma cultura diferente

Só peço a Deus
que a guerra não me seja indiferente
É um monstro grande e esmaga
Toda pobre inocência da gente
É um monstro grande e esmaga
Toda pobre inocência da gente

 

postado por Edson Matosinho - 12/07/16 
Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA




Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 08h38
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




110º aniversário de nascimento do cantor e compositor Raul Torres

11.07.2016 
Comemora-se o 110º aniversário de nascimento do cantor e compositor Raul Torres (Raul Montes Torres) de 1906 
 
 
 Só para lembrar...
 
RAUL TORRES
 

Boiada cuiabana, composição de Raul Torres, com Tião Carreiro

 

 
 

 Mestre Carreiro, composição de Raul Torres, inerpretado por ele e Florêncio

 
 
  

11.07.2016 - Comemora-se o 110º aniversário de nascimento do cantor e compositor RAUL TORRES(Raul Montes Torres) de 1906. Nascido em Botucatu (SP), foi para São Paulo quando decidiu seguir a carreira de cantor.
Passou a adotar o estilo nordestino, em evidência nos anos 20 graças a grupos como os Turunas da Mauricéia, cantores como Augusto Calheiros (o Patativa do Norte) ou duplas como Jararaca e Ratinho. Trabalhou na rádios Educadora Paulista e Cruzeiro do Sul, e em 1927 gravou seu primeiro disco, com uma embolada e um samba.


Fez sucesso principalmente com músicas caipiras, gravando "Galo sem crista" " e outras composições para a Série Caipira de Cornélio Pires, em 1930, com o pseudônimo Bico Doce. Atuou em dupla com outros cantores/compositores, como Azulão ( "Jacaré no caminhão" e "Saudade do Rio Pardo"), Nair Mesquita ( "Não zanga comigo não"), Nestor Amaral ( "A morte de um cantador"), João Pacífico ( "Seu João Nogueira", "Chico Mineiro", "Adeus, Campina da Serra", "Cabocla Teresa", "Trem de ferro"), Joaquim Vermelho ( "A codorninha", "Sistema Americano" e "Caninha verde"), Florêncio "Moda da mula preta", Serrinha ( "Cigana", "Boiada Cuiabana", "Saudades do Matão", que contou ainda com a participação de Mariano, "Mingirinha", "Mourão da porteira").


De 1945 em diante passou a dedicar-se mais aos programas de rádio, e fez menos gravações. Muitas de suas composições foram gravadas por outras duplas sertanejas com sucesso, como "Boiada Cuiabana", por Tonico e Tinoco, e "Mestre Carreiro", por Tião Carreiro e Pardinho. 


Fonte: Collector's Notícias

postado por Edson Matosinho - 11/07/16 

Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA




Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 15h58
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Deu no Sensacionalista

Europa teme migração em massa depois de Paes sugerir que incomodados se mudem

A União Europeia fez um comunicado de emergência hoje após uma declaração do prefeito do Rio, Eduardo Paes, a um morador feita através de uma rede social.

Respondendo a críticas à sua administração, Paes disse isso:

eduardo-paes

“Não conseguimos lidar com o influxo de imigrantes vindos de países do Oriente Médio. Neste momento crucial, não poderemos absorver mais pessoas. A declaração do prefeito Eduardo Paes foi inconsequente. Imagina a Europa cheia de cariocas. O sujeito vai pegar um táxi em Berlim para ir ao trabalho e vai dar uma voltinha em Lisboa antes de chegar.”

Em uma notícia relacionada, a França decidiu fechar as fronteiras para uma onze refugiados (e mais os reservas) expulsos da Euro 2016. “Não sabemos quem são. Existem várias pessoas de cor neste grupo que não se encaixam em nossa sociedade”, disse um ministro francês.

Fonte: Sensacionalista

 


postado por Edson Matosinho - 11/07/16 
Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA




Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 15h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Antonoaldo Neves, presidente da AZUL afirma que a proposta de permitir a participação de 100% de empresas aéreas estrangeiras nas nacionais é o fim da picada

 

Abertura total do setor aéreo é o fim da picada, diz presidente da Azul

 Roosevelt Cássio - 30.nov.2015/UOL 
São José dos Campos - SP- Brasil 30/11/2015 Cerimônia de entrega do 1.200° jato comercial da família dos E-Jets. A aeronave comemorativa foi recebida pela Azul Linhas Aéreas Brasileiras foi realizada na sede da empresa Embraer em São José dos Campos ( Foto: Roosevelt Cássio / Uol ) Atenção: Proibido publicar sem autorização do UOL
O presidente da Azul Antonoaldo Neves

JOANA CUNHA
DE SÃO PAULO

09/07/2016 

 

O debate no governo e no Congresso para socorrer as companhias aéreas nacionais, que somam hoje prejuízos bilionários, está ainda poluído por "cortina de fumaça", na opinião de Antonoaldo Neves, presidente da Azul.

É "o fim da picada" a proposta que permitia a participação de 100% de empresas estrangeiras nas nacionais, sem pedir reciprocidade de outros países —trecho da medida provisória que o governo do presidente Michel Temer prometeu vetar.

Medidas como a redução do teto do ICMS (imposto estadual) para o querosene ainda não são suficientes. Melhor seria baixar também o preço do combustível.

Na entrevista, Neves falou ainda sobre como cobrar pela bagagem poderia inserir mais passageiros no mercado.

*

Folha - A proposta de liberar participação de 100% nas companhias nacionais às estrangeiras não é consenso no setor. A Latam, por exemplo, apoia. Qual é a sua posição?

Antonoaldo Neves - Se olharmos as práticas globais, não há referência de 100%. As pessoas não estudam para falar do assunto. Qual é o objetivo de adotar uma abertura diferente da que temos hoje como política pública para o país?

E por que não adotar?

Argumentar que falta capital estrangeiro no Brasil para aéreas é uma falácia. A Azul captou nos últimos 12 meses US$ 550 milhões de capital estrangeiro. Captamos US$ 400 milhões em financiamento de aeronaves com bancos estrangeiros com dívida no exterior, o que também é capital. Há abundância de capital estrangeiro. O que está se discutindo é controle.

Defensores dizem que a liberação do 100% impulsionaria a entrada empresas de baixo custo, as "low cost".

A tarifa média no país é R$ 300, cerca de US$ 80. A tarifa média da Ryanair, a maior empresa global de "low cost" é US$ 70. Já temos tarifa de "low cost" no Brasil, embora ainda não seja o limite que o mercado pode chegar.

Havendo reciprocidade, ou seja, desde que uma brasileira também possa adquirir 100% de uma aérea no outro país, seria aceitável?

A relação entre países na aviação passa por acordos bilaterais de frequências. Se liberássemos 100% do capital estrangeiro, estaríamos autorizando uma empresa como a Lufthansa, ou qualquer outra, a vir ao Brasil, abrir uma empresa de capital estrangeiro e ter direito às minhas frequências. E eu, como empresa brasileira, não tenho direito às frequências dela na Alemanha. Pensando em política pública, liberar 100% sem negociação bilateral é o fim da picada. Vamos discutir céus abertos com Europa, Argentina. Vamos liberar os vistos para os EUA. Nós topamos céus abertos se liberar os vistos. Se eu tivesse condição de competir de igual para igual com estrangeiras, não teria problema. Deixa eu abrir empresa na Alemanha? Por que vamos ceder sem o país tirar proveito? É cortina de fumaça. Não vou especular sobre o real objetivo, mas não entendemos como a política pública bem pensada pode levar o país a mudar isso.

Qual é o efeito para o consumidor?

Os aviões são ativos móveis. É falácia dizer que, se eu liberei capital estrangeiro para automotivo, telecom, energia, tenho que liberar a aviação. Nenhuma empresa que investiu em barragem no Brasil vai retirar a barragem voando. Nem cabos de telecomunicação vão sair voando. Mas existe um efeito no aéreo. Um dos grandes motivos pelos quais Europa, EUA, Índia não liberam é porque os ativos são móveis. Para não dar espaço a grandes flutuações da oferta. Porque quem sofre com isso é o consumidor. Não queremos que, do dia para a noite, cem aviões que estão hoje voando na África sejam colocados para voar no Brasil em dezembro, janeiro e julho para aproveitar aqui o momento em que a demanda é melhor. Para cobrar uma tarifa mais alta e ganhar dinheiro em julho, companhia aérea no mundo todo perde dinheiro nos meses de baixa. Não pode permitir que uma empresa aérea pegue 30 aviões e esteja na Europa em agosto [quando lá é alta], em julho, no Brasil. E fique circulando o mundo e fazendo grandes oscilações na oferta. Porque nos meses de baixa essa oferta vai acabar e o preço da passagem no período de baixa vai subir. Se todos os países fossem 100% eu ia dizer que eu estou errado. A Câmara passou essa discussão no atropelo, sem debate.

E o alto preço do combustível? O governo está se movendo nisso. É satisfatório?

Não é suficiente. Defendemos o ICMS com limite máximo de 12%. A Azul é a empresa que menos se beneficia com isso porque já tem acordo de ICMS com todos os Estados menos com São Paulo. Como fazemos aviação regional, temos poder maior de negociação nos Estados. Meu ICMS na Bahia é em torno de 7% ou 8%. Mas não vou atacar uma medida porque só os outros se beneficiam.

Quando eu vejo o preço do querosene de aviação que eu abasteço em Miami custar R$ 1,36 e o litro ser R$ 2,25 em Campinas, fico desapontado. Na aviação regional que fazemos, há cidades em que custa até R$ 4,90. A tarifa média do interior é mais alta que a das capitais por causa do querosene de aviação. Isso é subsídio para a Petrobras e para os distribuidores.

O que seria o ideal?

O problema não é o ICMS. É baixar o preço. Passa por uma política pública mais clara do combustível. É absurdo não colocar no Congresso a discussão de como a Petrobras e os distribuidores são hoje subsidiadas pelo passageiro por causa do sobrepreço do querosene de aviação.

Esse investimento que vocês têm dos chineses aumentaria se o 100% fosse liberado?

Já poderia aumentar hoje sem isso. As estruturas de capitais que existem hoje aprovadas pela CVM já permitem que 80% do capital seja estrangeiro. Porque existe capital votante e não votante [a proibição é para capital votante]. Se já é assim, para que mudar? Porque se quer resolver outro problema. Não vou ficar fazendo suposições.

E a cobrança de tarifa por bagagem? Qual é a vantagem?

Vamos supor que a tarifa média é R$ 300. Se você viaja com bagagem, paga R$ 350. Eu viajo sem bagagem, pago R$ 250. Para a companhia aérea aparentemente não muda nada. Porém há muita gente que viaja a R$ 250, mas não viaja a R$ 300. Quando eu posso cobrar pelo serviço que só você está usando, eu incluo novos consumidores no mercado.

Qual é o sentido da medida que flexibiliza atrasos em Congonhas?

Isso começou com uma discussão de que a oferta de Congonhas está até hoje controlada artificialmente. Poderia ter mais voos por dia. Deveria ser interesse do país que tivesse mais voos lá.

Isso se deve ao trauma da tragédia que houve lá em 2007 [acidente com avião da TAM que matou 199 pessoas]?

Sim. Mas, se você olha a quantidade de voos de 2007 e o que tem hoje, a diferença é abissal. E se analisar as investigações, não tem nada a ver com a quantidade de voos. O avião não sai da pista porque tem muito voo passando. Se fosse choque no ar de dois aviões... A verdade é que Congonhas é um aeroporto que tem uma rentabilidade maravilhosa para as companhias porque nesse setor, quando você controla artificialmente a oferta, pode subir o preço.

Não é interesse das companhias que dominam aquele aeroporto de aumentar, imagino eu –não estou falando em nome delas.

A resolução que foi cancelada [previa regras mais duras para atrasos e cancelamentos de voos] objetivou desde o início mais do que evitar o controle artificial de oferta, de disponibilidade de slots. Ela queria impedir uma prática muito comum em Congonhas: de ter um voo às 11h, um às 11h30 e outros às 12h, cancelar um deles e juntar com os outros dois. Isso é controlar a oferta artificialmente. Então a resolução que veio previa que se você cancelar mais de 10% dos seus voos por razões não meteorológicas, perderia o slot.

Por que baixou a régua eu não sei. Houve uma consulta pública quando levantou a régua, que passou de 80% para 90%. Falaram que a Azul era a única beneficiária disso. A mesma resolução que falava do atraso e do cancelamento também falava que não podia operar avião pequeno em Congonhas. Por um lado, derrubar a resolução acertou porque tira uma restrição artificial que é o fato de Congonhas não poder operar voo de ATR [avião menor] para Araraquara. Para a Azul isso é bom e para qualquer empresa que queira comprar aviões menores é bom. Mais competição no aeroporto é bom para o cidadão.

-

RAIO-X EMPRESA E EXECUTIVO

Antonoaldo Neves

Idade
42

Trajetória
Assumiu o comando da Azul em 2014. Antes foi executivo desde 2000 da consultoria McKinsey, onde, em 2012, coordenou o processo de fusão da Azul e da Trip

Azul

Receita no ano passado
US$ 1,9 bilhão

Aeronaves
125 unidades

Número de funcionários
Mais de 10 mil 

Fonte: Folha de S. Paulo

postado por Edson Matosinho - 11/07/16 
Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA




Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 11h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Visite Caraíva no sul da Bahia

Caraíva no sul da Bahia é o local indicado para esquecer os problemas e desacelerar

Xodó dos turistas, o município encanta com o ritmo de vida bucólico e é procurada por quem quer exercer a arte de relaxar

Rafaella Panceri


Quase isolada, a vila não tem sinal de celular e os carros são proibídos de circular: garantia de dias sem estresse e de muita diversão

 No éden localizado a 70km de Porto Seguro, o único barulho que se ouve é o do mar. À noite, os ruídos seguem o compasso do forró e o burburinho dos turistas — que não são muitos em baixa temporada. Indicada para esquecer os problemas, Caraíva é livre de sinal de celular. Para garantir que o estresse passe bem longe, recomenda-se um banho de água doce no Rio Caraíva; ou de água salgada, na praia de mesmo nome. Não demora muito e os recém-chegados já entendem por que o lugar é tão querido por quem visita. 


O curso d’água do Rio Caraíva conduz os turistas, até o vilarejo, em canoas com capacidade para 10 pessoas. Os barcos são comandados por nativos, que empenham força em um único remo de madeira. Em terra firme, o clima segue rústico. Afinal, o distrito é Área de Proteção Ambiental (APA), espaço onde a conservação da fauna e da flora é prioridade. Os carros são proibidos, mas não fazem falta. Quem precisa de táxi para carregar a bagagem recorre às charretes que circulam pelas ruas de areia.

A rua principal é embelezada pelo casario colonial. As fachadas coloridas capturam até os olhares mais desatentos. A igrejinha de São Sebastião, pintada de azul e branco, inspira artesãos locais, que vendem suas peças em lojinhas à beira-rio. É difícil encontrar quem não conheça o Boteco do Pará, restaurante cuja joia é o pastel de arraia. O netuno, drink local, é uma mistura de catuaba com gengibre. A moqueca baiana e o arroz de polvo também ganham os turistas pelo sabor exótico.
 


Como chegar

 

 

» Saída de Porto Seguro: pegue a balsa para Arraial D’Ajuda e siga pela BA-001, estrada com trechos asfaltados e de terra

» Do sul da Bahia: siga pela BR-101 até Itamaraju, entre à direita para o Vilarejo de Monte Pascoal e atravesse 45km de estrada de terra.

» Do norte da Bahia: siga BR-101 até Eunápolis e pegue a BR-367 até Trancoso. Dali serão 32km em estrada de terra.

» De ônibus: a empresa Gontijo oferece viagens de Brasília a Porto Seguro diariamente. Os bilhetes custam R$ 265. Pegue a balsa até o Arraial D’Ajuda, pois há ônibus que vão dali até Caraíva. A passagem custa R$ 17. Os veículos saem todos os dias às 7h e às 15h.

 

Fonte: Correio Braziliense

 

 

 

postado por Edson Matosinho - 10/07/16 
Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA




Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 17h44
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Douglas DC3 decolando - Repare no som dos motores

Legendário Douglas DC3 decolando em Honduras

Repare no som inigualável dos motores
 
 
postado por Edson Matosinho - 10/07/16 
Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA




Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 14h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Resenha em charges

11-07
Giancarlo
-
J.Montanaro
J.Montanaro

J. Montanaro - Folha de S. Paulo
-


Foto de Marcelo Bona.

Já que o problema dos acidentes eram os faróis apagados, agora com a nova lei dos faróis acesos estes problemas estão resolvidos!!!
-


Charge (Foto: Antonio Lucena)
Antonio Lucena
-


Charge 04-07-2016
charge de Gianacarlo
-


Curitiba lula

Medo-do-Moro

Sponholz - Jornal da Manhã
-


postado por Edson Matosinho - 10/07/16 
Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA




Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 13h38
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ALESP emprega ex-prefeitos, ex-vereadores e servidores públicos que têm condenações na Justiça por crimes de improbidade administrativa, corrupção e até homicídio

Deputados estaduais de S. Paulo acolhem políticos condenados pela Justiça

ALESP emprega ex-prefeitos, ex-vereadores e servidores públicos que têm condenações na Justiça por crimes de improbidade administrativa, corrupção e até homicídio

Contratados como assessores, em sua maioria, recebem em média R$ 15 mil líquidos; sentenças vão de improbidade e corrupção até homicídio

Luiz Vassallo

Gabinetes de deputados estaduais da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) abriram as portas para empregar ex-prefeitos, ex-vereadores e servidores públicos que têm condenações na Justiça por crimes de improbidade administrativa, corrupção e até homicídio. Contratados, na maioria das vezes, como assessores parlamentares, recebem em média R$ 15 mil mensais líquidos.

A Rádio Estadão apurou dez casos envolvendo funcionários que ocupam cargos de confiança comissionados e também concursados com base nas informações do Poder Judiciário de São Paulo e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O servidor comissionado André Pinto Nogueira, por exemplo, foi condenado pela Justiça por ter recebido, com outros empresários e de forma antecipada, R$ 858 mil pelo fornecimento de capacetes e escudos à 11.ª Brigada de Infantaria Leve, em Campinas, e não entregar os equipamentos, em 2004.

Há 11 anos na Assembleia, ele está na liderança do DEM, e é apadrinhado pelo segundo secretário da Casa, Edmir Chedid, com salário de R$ 14.976,95. A sentença determina pagamento de multa equivalente ao valor do dano e proibição de ser contratado pelo poder público. Nogueira é considerado influente entre os funcionários da Casa, que o consideram o “95.º deputado”. Ele também é investigado pelo Ministério Público por suspeita de cobrar pedágio de servidores e repassá-lo aos deputados do DEM Aldo Demarchi e Chedid.

Continue lendo: Deputados estaduais abrigam políticos e servidores condenados pela Justiça

Fonte: O Estado de S. Paulo

postado por Edson Matosinho - 10/07/16 
Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA




Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 11h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Opinião de Bernardo Mello Franco

Corrida ao pote

Bernardo Mello Franco

Jean Galvão
Jean Galvão

O próximo presidente da Câmara exercerá um mandato-tampão de apenas seis meses. Neste curto período, comandará uma Casa desmoralizada e esvaziada pelas eleições municipais. Será pressionado a proteger colegas em apuros e terá a vida devassada pela imprensa e pelos órgãos de investigação.

Não parece o melhor emprego do mundo, mas ao menos 15 deputados já se candidataram a ocupá-lo. A lista pode crescer nos próximos dias, embora ainda não se saiba ao certo nem a data da eleição.

A disputa começa com o favoritismo do centrão, que agrupa mais de 200 deputados de siglas médias e pequenas. Essa massa partidária foi fermentada por Eduardo Cunha e resultou num bolo com o triplo do tamanho do PMDB. Seus principais ingredientes são o conservadorismo e a subordinação ao correntista suíço, que tenta salvar o mandato.

A mistura arrisca desandar pelo excesso de candidatos. Personagens pouco conhecidos até outro dia, como os cunhistas Rogério Rosso (PSD), Beto Mansur (PRB) e Fernando Giacobo (PR), tendem a roubar votos uns dos outros. No sentido figurado, é claro.

Correm por fora deputados como Rodrigo Maia (DEM) e Marcelo Castro (PMDB). Os dois têm histórico de ligação com o agora ex-presidente da Câmara, embora tenham se descolado dele recentemente. Ambos buscam apoio da esquerda, que não chega a uma centena de votos.

O governo interino finge não se envolver, mas fará o possível para emplacar um presidente dócil, que aprove as "medidas impopulares" anunciadas por Michel Temer. O pacote deve incluir reforma da Previdência, corte de direitos trabalhistas e aumento de impostos.

Quem oferecer mais proteção a Cunha e mais segurança a Temer terá maiores chances de comandar a Câmara. A capacidade para resgatar o prestígio da Casa, que o correntista suíço atirou na lama, é o atributo menos lembrado na disputa.

Fonte: Folha de S. Paulo 

postado por Edson Matosinho - 10/07/16 
Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA




Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 11h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Crônica domingueira de Ferreira Gullar

O banal maravilhoso

Ferreira Gullar


"A Noite Estrelada é uma pintura de Vicent Van Gogh feita em 1889 com a utilização da técnica óleo sobre tela e que tem dimensões de 73,66 x 92,08 centímetros. O artista de origem holandesa fazia parte da escola pós-impressionista e criou a obra quando tinha 37 anos, época e que se encontrava em um asilo localizado em Saint-Rémy-de-Provence (comuna francesa), onde produziu mais de 150 quadros. A tela pode ser vista no Museu de Arte Moderna de Nova York (EUA)." - N.E. -

Não me lembro se já falei aqui para vocês da menininha que vi no elevador do edifício onde moro. Ela devia ter alguns meses de nascida mas, quando voltei a vê-la, no mesmo elevador, uns dois anos depois, já de pé ao lado da mãe, levei um susto: batia o pezinho no chão e gritava: "Não quero ir lá! Não quero!".

Mal acreditei que se tratava daquela mesma menininha que ainda nem abrira os olhos direito, com chupeta na boca. Agora, não só falava como tinha opinião —e opinião contrária à de sua mãe.

Saí dali perplexo. Então, aquele bichinho que, dois anos atrás, no colo da mãe, nada sabia da vida, agora gritava, batia o pé e opinava!? A verdade é que a garota de agora já estava naquela, que, ao que tudo indicava, não sabia nada de nada, nem sequer pensava ainda. E sabe-se lá o que mais de gente estava ali, naquela pirralha, e só saberemos mais tarde, quando ela se tornar uma adolescente e, depois, uma mulher.

Não sei se me faço entender, mas o que quero passar a vocês, leitores, é minha perplexidade diante da vida. Então, o que chamamos de gente nascida de um óvulo e um espermatozoide já traz em si tudo isso que definimos como ser humano? Ali, naquele embrião, já está potencialmente a capacidade de pensar, de falar, de inventar coisas como computadores, sinfonias e poemas?

Será que me faço entender? Veja bem: se o embrião não for de gente, mas de gato, as qualidades que trará consigo serão outras, pois um gato jamais será capaz de inventar máquinas nem poemas, e jamais articulará uma frase com sujeito, verbo, objeto.

Apenas miará, mas, ao mesmo tempo, já nasce com a capacidade de se afeiçoar às pessoas, pedir e fazer carinhos, além de perceber quem gosta e quem não gosta de gatos.

Não me consta, por exemplo, que cobra tenha essa capacidade, mas não duvido de que certamente terá outras próprias aos ofídios.

Já o cachorro, ao contrário, até supera o gato nessa capacidade de se relacionar afetivamente com as pessoas, sem falar que ele atende pelo nome que lhe pomos, coisa de que o gato não é capaz. O cão, como se sabe, chega ao ponto de identificar quem ameaça atacar seu dono e, mais ainda, ataca-o, chegando mesmo a arriscar a própria vida por aquele a quem se afeiçoou.

E então pergunto: quem ensinou isso ao cão? Ninguém, claro, tais qualidades nasceram com ele. Tudo bem, nasceram, mas o que quer dizer isso? Quer dizer que nas células do cão já estão todas essas características que o distinguem do rato, do gato, do macaco...

Eu, de macaco entendo um pouco, pois, quando menino, tive vários macaquinhos em minha casa e passeava na rua com um deles no ombro. Macaco é afetuoso, sabe quem é seu amigo, mas não arrisca a vida por ele, como faz o cão. Seu interesse principal é a banana que você lhe oferece e ele pega, descasca e come. Sim, com aquelas mãozinhas, que tem dedo mínimo e polegar.

Mas por que estou dizendo essas coisas, que todo mundo sabe? É por que as pessoas sabem de tudo isso mas não se espantam, pois acham muito natural. Só que eu não acho.

Na verdade, acho tudo isso um grande e espantoso mistério. Enfim, acho tudo inexplicável. Devo esclarecer, porém, que tal mistério, por espantoso que seja, não me leva ao desespero. Tem gente que, por não conseguir entender a existência, entra na fossa ou até mesmo enlouquece. Eu não, em vez de enlouquecer, me maravilho.

É verdade que a falta de explicação —quem sou? Que faço aqui? Para onde vou?— me leva com frequência à perplexidade, coisa que, suponho, não acontece com minha gatinha, que está sempre numa boa.

Em compensação, não é ela capaz de se encantar vendo "A Noite Estrelada", de Van Gogh, nem ouvindo as bachianas de Villa-Lobos, como pode o bicho humano.

*Ferreira Gullar é cronista, crítico de arte e poeta.

Fonte: Folha de S. Paulo

postado por Edson Matosinho - 10/07/16 

Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA




Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 11h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Vinícius o poeta plural interpretado por Maria Bethânia

Maria Bethânia - Samba da Bênção / Soneto do Amor Total / A Bênção (100 anos de Vinícius de Moraes)

 
Vídeo feito em homenagem ao centenário do poeta/cantor/diplomata Vinícius de Moraes.
 


Maria Bethânia - Samba da Bênção (Vinicius de Moraes e Baden Powell)




postado por Edson Matosinho - 09/07/16 
Blog de princesa-susi : PRINCESA-SUSI, PIADA DE BICHA




Escrito por Edson Antonio F. Matosinho às 16h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, São Paulo, Morumbi, Homem, de 56 a 65 anos
Histórico
    Outros sites
      Agência Brasil
      BBC Brasil
      Dicionário Cravo Albim da Música Popular Brasileira-MPB
      Consulta remédios
      Redescobrindo, blog do Eduardo Matosinho
      Vivendocidade
      ORIGEM DA PALAVRA : SITE DE ETIMOLOGIA
      UM POVO À RASCA
      Site - Flight radar
      Blog do Claudio Castoriadis
      KDFRASES
      Eternas Músicas
      REVISTA "RETRATO DO BRASIL"
      Calmante com champagne 2.0
      Scream & Yell - Cultura Pop
      Saber - Literário
      Estrela Binária
      Projeto Releituras
      Arte Sem Lei
      Análise de letras de música
      Contato Radar
      Sopa Cultural
      O Essencial da MPB
      SUA PESQUISA.COM
      Site Oficial de Vinícius de Moraes
      Caricaturas
      DICIONARIO DOS INCULTOS
      Kibe Loco
      Jacaré Banguela
      Sou sentimentos...
      Perca Tempo - O Blog do Murilo
      Pragmatismo Político
      Revista Bula
      Livros e Afins
      PORTAL i9
      PORTAL DOS JORNALISTAS
      METAMORFOSE DIGITAL
      REDE BRASIL DE NOTÍCIAS
      IMPLICANTE
      PORTAL A TARDE
      Literatura
      Academia Brasileira de Letras : Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa
      Radio Forma & Elenco do Martoni
      Rolha suave
      Aviões e músicas
      NORTE VERDADEIRO
      Revista Fórum
      CONTEÚDO LIVRE
      PALAVRAS, TODAS PALAVRS
      Anos dourados: Imagens & fatos
      Blog Pimenta
      MÍDIA NEWS
      A MAGIA DA POESIA
      DIÁRIO DO NORDESTE
      SAUDADE FM (OUÇA ESTA EMISSORA AO VIVO)
      NÃO ABANDONE SEU MELHOR AMIGO
      A HISTÓRIA DA MPB: LUIZ AMÉRICO
      BLOG DO GASTON
      JANELA DO ABELHA
      ESPAÇO ABERTO
      RIBEIRÃO MERECE COISA MELHOR
      MUSEU DA CANÇÃO
      Facelooko
      CAZZO RADIO TUBE
      Conexão Vasp
      Possibilidades
      BESTA FUBANA
      BLOG DO NOBLAT
      BLOG DO JOSIAS DE SOUZA
      CHARGE ONLINE
      DIÁRIO DO PODER
      HUMOR POLÍTICO
      BLOG DO TOINHO DE PASSIRA
      PASSEANDO PELO COTIDIANO
      DISCOTECA PÚBLICA
      DCM - O ESSENCIAL
      CONSULTOR JURÍDICO
      MUSEU DE IMAGENS
      FAMOSOS QUE PARTIRAM
      SETE CANDEEIROS CAJA
      SENSACIONALISTA
      LIVRONAUTAS
      FILOSOFIA E TECNOLOGIA
      MUCO: MUSEU DA CORRUPÇÃO
      BLOG DO FÁBIO CAMPANA
      BRASIL NOTÍCIA
      O NORDESTE. COM
      LOROTAS POLÍTICAS & VERDADES EFÊMERAS
      BLOG DA CIDADANIA
      UCHO.INFO
      AERONAVES BRASIL
      VOANDO ALTO
      TEMPLO CULTURAL DELFOS
      BACK CO.
      DEVAGAR SE VAI MAIS LONGE!
      RÁDIO USP - SÃO PAULO - 93.7
      RESISTÊNCIA DEMOCRÁTICA
      REVISTA ENCONTRO
      ROTA 2014 - Blog do José Tomaz
      Blog do Lucafe
      ANCELMO.COM
      INTERNATIONAL FOREIGNN TRADE
      BLOG DO AMARILDO
      CONTEXTO LIVRE
      Blog do Sidney Rezende
      Jornal Opção
      AVIAÇÃO É VIDA
      BLOG DA SUZY (Receitas práticas e fáceis)
      PAGODE DE MASSA
      Blog SUPER INTERESSANTE
      BLOG DOS APOSENTADOS
      BLOG DO DEDÉ MONTALVÃO
      NÁUFRAGO DA UTOPIA
      A CONVERSA ( MOLE PRÁ BOI DORMIR)
      ÍNDICE DE ARTIGOS, ETC
      OBSERVATÓRIO da IMPRENSA
      REIPULANTES NEW
      VINDO DOS PAMAPAS
      QUESTIONA BRASIL
      THE BRAZILIAN POST
      BOCA MALDITA
      CULTURA AERONÁUTICA
      LUIS NASSIF ONLINE/GGN
      DEMOCRACIA POLÍTICA e NOVO REFORMISMO
      NOEL ROSA - 100 CANÇÕES
      JOSÉ PEDRIALI
      MINHA TECA
      LETRAS DE MÚSICA
      ORFÃOS do LORONIX
      GRANDES SUCESSOS DE NELSON GONÇALVES
      AEROFOTOS
      ZERO HORA NOTÍCIAS
      TURISMO NA REDE
      DIÁRIO DA MÚSICA
      SAMBA, CHORO E FORRÓ
      FOLHA PODER
      JORNAL PAULISTANO
      Coisas do Mundo, Minha Nêga
      BLOG DO CACHORRO
      REDE BRASIL
      HISTÓRIA DO MUNDO
      PRINCESA SUSI
      RECADOX
      O POVO COM A NOTÍCIA
      PORTAL DO LUÍS NASSIF
      BOLACHA DE CERA
      NEWS AVIA
      BLOG DO LIBERATO
      TOMA MAIS UMA
      FCS BRASIL
      BLOG DO JOÃO MATOSINHO (SOBRINHO)
      INFO ABRIL
      PARANA ONLINE
      WEB: RÁDIO ÉPOCAS
      LIVRE IMPRENSA
      ASMETRO-SN
      Juru em destaque (ouça ALFA FM)
      CHECK-IN O BLOG DA AVIAÇÃO
      RÁDIO FORMA & ELENCO MARTONI
      RAPADURA CULT
      SOU CHOCOLATE E NÃO DESISTO
      HARMONIA SANGREAL
      E VIVA A FAROFA
      RECANTO DAS LETRAS
      TUDO POR EMAIL
      HOMO LITERATUS
      BLOG DO MAGNO
      NOTÍCIAS AGRÍCOLAS
      BLOG DO WELBI
      PODER AÉREO
      POEMAS e FRASES
      DW
      Victorino's Produções (site de músicas)
      300 DISCOS IMPORTANTES DA MPB
      HANGAR ZERO
      SP ANTIGA
      A TRIBUNA DE SANTOS
      IMAGENS NO GOOGLE
      DIÁRIO DE PERNAMBUCO
      FOLHA DE S. PAULO
      EL PAÍS INTERNACIONAL
      BLOG DO NOBLAT
      ESTAÇÃO JAZZ E TAL
      JORNAL O TEMPO - BELO HORIZONTE MG
      AVIÕES EM FOCO
      NAVEGAÇÕES NAS FRONTEIRAS DO PENSAMENTO
      BLOG DO RAFAEL BRASIL
      A CASA DE VIDRO
      EM INTERNACIONAL
      VIDEVERSUS
      ANÁLISE SOBRE MÚSICA BRASILEIRA
      TRIBUNA DA INTERNET
      PRELÚDIO PARA SONHAR E AMAR
      JORNAL EXTRA
      SITE POEMAS & CANÇÕES
      CONEXÃO JORNALISMO
      POLÍTICA PARA LEIGOS
      Blog do jornalista Polibio Braga
      BLOG DO MÁRIO MAGALHÃES
      CANHENHO - BLOG DO MATOSINHO
      MEIO AÉREO
      IMPRENSA VIVA
      TEMPOS QUE NÃO VOLTAM MAIS
      CULT CARIOCA
      ALTÍMETRO 2992
      DIVA DEPRESSÃO
    Votação
      Dê uma nota para meu blog