"Enough!", bradaram as modelos diante de um enigmático Reinaldo Azevish de luto

BANANA REPUBLIC - Captada pelos principais estilistas do país, a tendência anti-PT ganhará as passarelas na próxima edição do São Paulo Fashion Week. "Preparamos uma coleçãoüberpetralha outono-inverno que chegará aos lares mais exclusivos e diferenciados da república", revelou Ronaldo Fraga. Entre os principais acessórios está uma Bolsa Versace Família, feita com couro cubano e cheia de compartimentos ocultos, que subverterá o programa petista. Há também echarpes feitos à mão com penas de tucanos belgas.

"O anti-communist trend chegou para ficar na América do Sul", completou Victor Dzenk, enquanto apresentava uma calça saruel com uma estrela borrada em deep red. Para jogar holofotes glamourosos sobre o escândalo da Petrobras, os estilistas garantem que 3% de todas as vendas serão destinados ao movimento Cansei! "O povo brasilieiro não tem savoir-faire para virar uma Venezuela, queremos virar Milão", completou Alicinha de Moraes Fragança de Castro Matarazzo, vestindo um comfort coat com mangas bufantes que sinalizam o inchaço da base aliada.

Cotado para a passarela, Dado Dolabella pretende usar um quimono carmesim, com um certo tom de púrpura, para salientar que luta pelo fim da corrupção.

No final da tarde, Luciano Huck lançou uma coleção de boinas.